O que é um Buraco Negro e o que você tem a ver com isso

Por Portal do Holanda/Átila Simonsen

06/10/2020 16h07 — em 1 Minuto Nerd por Átila Simonsen

Primeira imagem já captada de um buraco negro. Foto: Reprodução

O Nobel de Física foi anunciado nesta terça-feira e relembrou o restante da Humanidade sobre o que são buracos negros, um dos fenômenos mais exóticos (e misteriosos) do Universo.

O britânico Roger Penrose, o alemão Reinhard Genzel e a norte-americana Andrea Ghez receberam o Prêmio. Indagada sobre a descoberta de um objeto maciço, mas invisível, no coração da Via Láctea, Andrea disse que “a primeira coisa é a dúvida”.

A medição:

“Você tem que provar a si mesma que o que está vendo é realmente o que pensa que está vendo. Então, tanto dúvida quanto empolgação”, disse a astrônoma de 55 anos em uma conversa telefônica com o comitê após receber o prêmio. “É aquele sentimento de estar na fronteira da pesquisa, quando você tem que questionar sempre o que está vendo.”

Mas afinal, o que são os buracos negros?

Quando uma estrela massiva colapsa sob sua gravidade, ela forma um buraco negro, que é pesado, e captura tudo que passa pelo Horizonte de Eventos (a ‘borda’): nem mesmo a luz pode escapar.

No Horizonte de Eventos, o Tempo substitui o Espaço e aponta apenas para a frente. O fluxo do Tempo leva tudo para uma singularidade mais distante dentro do buraco negro, onde a densidade é infinita e o tempo acaba.

 

 

O cone de luz mostra os caminhos dos raios de luz para a frente e para trás no tempo. Quando a matéria entra em colapso e forma um buraco negro, os cones de luz que cruzam o horizonte de eventos do buraco negro se voltam para dentro, em direção à singularidade. Um observador externo nunca verá realmente os raios de luz alcançarem o horizonte de eventos, eles apenas o empurram. Ninguém pode ver mais adiante.

E o que você tem a ver com isso?

Buraco Negro é uma região do espaço-tempo em que o campo gravitacional é tão intenso que nada — nenhuma partícula ou radiação eletromagnética como a luz — pode escapar dela. Resumindo: em tese, é possível que ali sejam engolidos corpos celestes variados, desde estrelas a lixo espacial e até planetas inteiros

A Teoria da Relatividade Geral (de Albert Einstein) prevê que uma massa suficientemente compacta pode deformar o espaço-tempo para formar um buraco negro. Muitas previsões da relatividade geral diferem significativamente das da física clássica, especialmente no que respeita à passagem do tempo, a geometria do espaço, o movimento dos corpos em queda livre, e a propagação da luz. Enfim, a série Dark.

História

Aliás, Andrea foi lembrada por ser uma mulher - em um meio predominantemente dominado por homens - e disse esperar que a honraria inspire outras mulheres ao redor da Terra.

Lembrando que as únicas mulheres ganhadoras do prêmio Nobel de Física foram Marie Curie (em 1903), Maria Goeppert-Mayer (1963), Donna Strickland (2018) e agora Andrea Ghez (2020).

Marie Curie foi a Primeira mulher na História a ganhar um Nobel de Física e anos depois ela ganhou novamente um outro prêmio Nobel, o de Química, se tornando a única mulher na história a ganhar dois prêmios Nobel.

-

Átila Simonsen

+ Jornalista Geek
+ CEO 1 Minuto Nerd
+ Embaixador Include by Campus Party