Prescreve processo contra policial acusado de torturar preso no Amazonas

11/04/2012 às 8h12

Manaus -  A juíza Andréa Jane Silva de Medeiros, da 5a Vara Criminal, extinguiu a punibilidade do ex-policial civil  Jessé Vieira dos Santos, condenado a 2 anos de reclusão pelo crime de tortura contra o acusado de assalto Carlos Mário Macedo Ismael, em março de 2000.

De acordo com a sentença da magistrada, do último dia 2, a punibilidade prescreveu e os autos devem ser arquivados.

Jessé foi exonerado dos quadros da Polícia Civil em junho de 2009 . Na mesma data foram afastados   o delegado Raimundo Nunes Amazonas e os policiais Marcos Antônio Vítor da Silva, Edilberto Leonã Nascimento, Augusto César dos Santos Lopes, José Marcelo de Sousa Maia, Manoel Silva de Alencar, Janilton Gomes de Araújo, Francisco Ubiracy Góes, Petrônio Sales de Aguiar Jr, Carlos Alberto Silva Pinto (já falecido), Raimundo Lopes de Almeida e Heraldo Belota, tambem acusados de desonrarem a profissão.

Todos os exonerados,inclusive jessé,  que recorreram a Justiça para voltar à função, foram presos no dia 19 de novembro de 2004 na “Operação Águia” desencadeada pela Polícia Federal, que cumpriu  19 mandados de prisão expedidos pelo juiz da 4ª. Vara Federal em Manaus. As prisões foram  resultado das investigações   que lincavam os policiais  ao tráfico de drogas.


NULL

Rádio Portal do Holanda



Curta o Portal no Face