Judiciário do Amazonas virtualiza todos os processos

28/02/2012 às 15h59

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) deu, nesta terça-feira, 28, um passo em direção à modernização. Por volta das 14h20m, o desembargador–presidente, João Simões, acionou o comando para digitalizar a última página do processo 0039802/49, da 4ª Vara de Família, no Fórum Henoch Reis, colocando fim à chamada era do papel. O último processo virtualizado tem um volume de 740 páginas. “Hoje fecha-se um, ciclo com a última Vara a ser digitalizada completamente”, resumiu a coordenadora das Varas de Família, desembargadora Carla Maria Reis.

A cerimônia foi realizada no Fórum Henoch Reis, onde a 4ª Vara de Família funciona, no 1º andar. Participaram também da solenidade a Corregedora-geral de Justiça, desembargadora Socorro Guedes, e os desembargadores Ari Moutinho e Wellington Araújo. Todos discursaram e foram unânimes em elogiar o trabalho realizado na 4ª Vara pelo juiz Jean Carlos, que será substituído pelo colega Luiz Cláudio Chaves. O próprio Cláudio fez questão de registrar a competência profissional do colega Jean, garantindo que estava recebendo uma “Ferrari” e, quem dirige uma Ferrari “tem obrigação de chegar em primeiro”, comparou o juiz.

Fim de um ciclo - Todos os desembargadores presentes discursaram, destacando que a tramitação dos laudos de forma virtual contribui substancialmente para a celeridade na prestação jurisdicional. Para a desembargadora Carla Reis, o jurisdicionado tem que estar sempre em primeiro lugar, porque os magistrados são servidores públicos trabalhando em função do jurisdicionado.

— Hoje fecha-se um ciclo com a última vara a ser digitalizada completamente. Esse ciclo tem que ser comemorado porque é uma vitória do Poder Judiciário. Eu sempre digo que o Direito de Família é o mais humano de todos porque ele lida com as questões sociais e com os conflitos familiares – disse a desembargadora.

A Corregedora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura também reforçou que o jurisdicionado espera dos magistrados celeridade, julgamento e a resolução dos seus conflitos. “O cidadão espera que a Justiça chegue, e chegue através das mãos de vossas excelências, de cada um de nós magistrados que estamos aqui. É preciso que tenhamos essa consciência de comprometimento com a nossa sociedade”, disse a Corregedora.

O presidente do TJAM fechou a sessão de discursos, agradecendo o esforço dos funcionários da 4ª Vara e destacando o trabalho que o juiz Jean executou na 4ª Vara.

— Essa união com as coordenadorias está levando este projeto de virtualização à frente. Quem atira pedra não sabe o esforço e a dedicação de cada um desses servidores, que ficam até mais tarde, chegam cedo, estão sempre preocupados. Não sabe o esforço dos magistrados, que levam serviço serviço para casa e hoje estão 24 horas on line, trabalhando no sábado, domingo e nos feriados. A palavra aqui é de agradecimento – finalizou Simões, digitalizando em seguida a última página do último processo da 4ª Vara de Família.


NULL

Busque notícias no Portal

Rádio Portal do Holanda



Curta o Portal no Face