Equipe de programa do deputado Sabino é detida e tem equipamento apreendido

18/06/2011 às 17h55


 

A equipe de reportagem do Programa Sabino Castelo Branco foi presa às 11 horas deste sábado na Invasão José de Alencar, no Tarumã. O capitão PM Herlon, do Batalhão de Choque, deu a voz de prisão a repórter Rai Nascimento, para o cinegrafista, Alex Oliveira, e para o motorista da equipe que não teve o nome identificado. A equipe foi levada da invasão diretamente para o 19º Distrito Integrado de Polícia, no bairro da Compensa.

Rai Nascimento e o cinegrafista tiveram os equipamentos apreendidos e vão responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). Eles foram acusados de por crimes tipificados como Desobediência, ao entrarem sem autorização em área demarcada pela PM como restrita,  e lesão corporal, pelo fato do capitão PM ter se lesionado numa queda no terreno íngreme e cheio de lama, quando efetuava a detenção do repórter e do cinegrafisca do Programa.

O helicoptero a serviço do deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB)  tinha acabado de pousar, no local onde estavam concentrados mais de mil invasores, provocando tumulto. O capitão Herlon disse que estava no comando da operação de isolamento da invasão e concedeu entrevista no 19º DIP, afirmando que só permitiu o pouco da aeronave naquele local  porque pensava que era o helicóptero da Secretaria de Segurança Pública.

O capitão afirmou ainda que o operação de isolamento por terra e água na invasão José de Alencar estava transcorrendo normalmente e não havia qualquer confronto entre invasores e policiais, mas assim que o deputado federal Sabino Castelo Branco chegou de helicóptero e pousou, iniciou-se um grande tumulto na invasão. Inclusive com sua equipe de reportagem invadindo área demarcada e restrita, desobedecendo a determinação do comando da operação e pro isso foram presos, quando o local já começa a ficar tumultuado.

Depois de serem autuados e indiciados no Termo Circunstanciado de Ocorrências, sergundo informou um dos policiais do 19º DIP, o repórter Rai Nascimento, o cinegrafisca Alex Oliveira e o motorista da equipe, receberiam de volta o equipamento apreendido e os seus pertences (celulares, carteitas e documentos pessoais) e estavam liberados.


NULL