Siga o Portal do Holanda

Greve Rodoviários

Sinetram diz que não há negociação e critica rodoviários

Publicado

em

Foto: Pedro Braga Jr./Portal do Holanda

Manaus/AM - O assessor jurídico do Sindicato das Empresas de Transporte de Manaus (Sinetram), Fernando Borges, afirmou que nas atuais condições, com o sétimo dia de greve dos rodoviários, não se pode negociar. Em entrevista a Rádio Diário, nesta segunda-feira (4), Borges criticou a atitude dos rodoviários, pois tomaram a cidade como reféns.   

“Não se pode negociar nessas condições. É impossível negociar. Nós também estamos sendo reféns disso. Houve uma primeira tentativa de negociação de 8h mediada pelo prefeito, sem hesito. Houve outra tentativa com 7h de negociação no Ministério Público do Trabalho (MPT), também sem hesito. As exigências deles são descabidas. Não é possível, com esse tipo de atitude, negociar. Isso já esta na esfera de criminalidade a cidade e as empresas sendo tomadas como reféns”, disparou.

População depreda ônibus no T4 e Batalhão foi acionado Foto: Pedro Braga Jr./Portal do Holanda

Borges também negou que as empresas de ônibus possuam a intenção de demitir 4 mil motoristas, como tem divulgado o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus (STTRM), Givancir Oliveira. “É mentira. Mesmo que se quisesse o custo seria astronômico. O que eles querem é forçar, através dessa coação, ingerência nas empresas, para aprovar as contratações, demissões e atos de gestão das empresas. Isso não tem o menor cabimento e possibilidade”, explicou.

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Greve dos Rodoviários em Manaus

Amazonas

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.