Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Prefeitura reforça medidas de prevenção ao coronavírus com indígenas venezuelanos em Manaus

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Covid entra no bumbódromo, isola artistas e ‘mata’ festival


Manaus - AM - Os indígenas venezuelanos da etnia warao, que se encontram nas casas de acolhimento situadas nas zonas Sul e Leste da capital, serão realocados pela Prefeitura de Manaus, para evitar a disseminação do novo coronavírus, causador da Covid-19, e estabelecer normas gerais para ação emergencial de prevenção e identificação de contágios dentro dos espaços.

“Como tenho dito, estamos em uma guerra contra esse novo vírus, com muitas frentes de batalhas. Uma das nossas preocupações é a dos povos venezuelanos que estão em nossos abrigos, cujas medidas já estão sendo tomadas pelas nossas secretarias de Saúde e Cidadania. Temos feito todo o possível para que moradores de Manaus não fiquem expostos e não corram riscos de contágio dessa doença, que vamos vencê-la”, disse o prefeito Arthur Virgílio Neto.

Escolas e centros esportivos municipais, situados em diferentes zonas da cidade, estão sendo analisados pelas equipes da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) e Organização Internacional de Migração (OIM), para a ação de realocação, tentando seguir o protocolo de cem pessoas por local, garantindo a saúde das famílias.

 “Por determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, estamos buscando meios de proteger as famílias dessa pandemia, por intermédio de parcerias com os demais órgãos, focados em evitar a propagação da Covid-19, dentro do fluxo migratório venezuelano”, ressaltou a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania, Conceição Sampaio.

Segundo Conceição, a Semasc vem seguindo as recomendações do Ministério Público Federal (MPF) e da Defensoria Pública da União (DPU), e já deu início aos procedimentos de limpeza dos abrigos, antes realizados mensalmente e agora de forma semanal.

A periodicidade e intensificação na entrega de cestas básicas, kits de limpeza e higiene pessoal foram modificadas, passando a ser também semanal.

Os idosos que se encontram nos abrigos também já receberam a visita de equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e foram vacinados contra a gripe.

Em paralelo, as equipes de abordagem social promovem rodas de conversas, onde sensibilizam os imigrantes quanto às medidas de prevenção, cuidado e higiene que devem ser tomadas, em parceria com o Acnur, Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), OIM, Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e Instituto Manaus.

Em reuniões com as agências das Organização das Nações Unidas (ONU) e Ministério Público Federal (MPF) foram identificados outros parceiros fundamentais para a ação, como a Operação Acolhida, Polícia Militar, Exército brasileiro e demais secretarias municipais, tendo em vista ser uma ação intersetorial e humanitária.

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.