Siga o Portal do Holanda

Prisão cautelar

Juíza federal no Amazonas nega pedido de liberdade a Mouhamad Moustafa

Publicado

em

Foto: Reprodução

Manaus/AM - O pedido de liberdade provisória solicitado pelo médico e empresário Mouhamad Moustafa foi negado pela juíza federal Ana Paula Serizawa, conforme decisão divulgada nesta terça-feira (17). O médico é apontado como chefe do esquema que desviou milhões de recursos da saúde no Amazonas. 

A sentença da juíza foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial Eletrônico do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). Mouhamad pediu a revogação da prisão cautelar alegando que não há motivo, apenas suposições e ilações, para lhe manter em cárcere privado. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), Mouhamad é acusado de tentar atrapalhar as investigações da operação Maus Caminhos junto com o empresário Gilberto Aguiar. 

Gilberto também teve o pedido de revogação da prisão negado. Atualmente Mouhamad está no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM 2) aguardando julgamento. 

Veja a decisão da juíza federal: 

CV e FDN matam sem controle em Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Conheça a história de Manaus e dos municípios do Amazonas


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.