Siga o Portal do Holanda

Violência

Cursos e eventos promovidos pelo MPF Amazonas combatem violência obstétrica

Publicado

em

Manaus/AM - O Comitê de Combate à Violência Obstétrica no Amazonas está promovendo neste mês uma série de atividades destinadas a conscientizar sobre a importância do atendimento humanizado às mulheres nas maternidades do Estado. A programação teve início no último dia 4 e encerra no dia 28 de novembro com realização de audiência pública pelo Ministério Público Federal (MPF) no Amazonas no anfiteatro do Parque do Mindu, em Manaus.

Até o dia 19 serão realizadas rodas de conversas nas unidades básicas de saúde Waldir Bugalho, Vila da Prata, Megumo Kado e Pau Rosa. As reuniões nas unidades serão coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), pela Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo) e pela Secretaria Executiva de Políticas para as Mulheres (SEPM).

A discussão também está sendo levada para a comunidade acadêmica. Quatro instituições de ensino privadas participam dos debates promovidos pela Associação Brasileira de Obstetrizes e Enfermeiros Obstetras (Abenfo), que tiveram início no último dia 4: Universidade Estácio, Centro Universitário Fametro e Universidade Paulista (Unip) e Centro Universitário do Norte (Uninorte).

Outras rodas de conversa destinadas a mulheres negras e à comunidade LGBTI serão realizadas, respectivamente, pela Semsa e pelo coletivo feminista Humaniza nos dias 20 e 23 deste mês. Ainda no dia 23, o MPF promove bazar para arrecadar recursos destinados a iniciativas de auxílio mulheres em situação de vulnerabilidade e de risco no município de Careiro. A atividade também contará com roda de conversa com o tema “Humanização do parto e nascimento: direito de todos”.

Nos dias 25 e 26, delegados, ouvidores e defensores públicos participam de curso sobre violência obstétrica no auditório José Elcy Barroso Braga, da Delegacia Geral de Polícia Civil do Amazonas. No dia 27, às 8h30, a Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno (Copime) realiza roda de conversa com mulheres indígenas. Na tarde do mesmo dia, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) promovem a Mostra de Boas Práticas em diferentes pontos da cidade: Largo São Sebastião, Centro Social Urbano (CSU), Parque Jefferson Peres, Praça da Saudade e Praça da Matriz.

A audiência pública realizada pelo MPF no dia 28 de novembro terá como objetivo ouvir a população para colher novas informações e demandas, além de dar espaço para fala de integrantes do comitê sobre os trabalhos desenvolvidos até o momento.

A menina que o tráfico matou

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.