Siga o Portal do Holanda

Aterro sanitário

Autoridades vão debater solução para destinação de resíduos em Manaus

Publicado

em

Município gasta mais de R$ 170 milhões por ano com coleta

Manaus/AM - A cidade produz, em média, 2,4 mil toneladas de resíduos domésticos por dia. São 72 mil toneladas por mês; 864 mil toneladas por ano. Somente 2% desses resíduos são reciclados. O restante vai parar no aterro controlado da cidade, embora praticamente tudo pudesse ser reaproveitado.

O balanço, com base em dados oficiais do município, será apresentado no “I Encontro Municipal Lixo Zero”, que acontece no dia 30, das 8h às 17h, no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), reunindo todos os órgãos e autoridades que tratam do assunto em Manaus. Os dados mostram que se gasta muito com a coleta do lixo doméstico – R$ 170 milhões ao ano – e traz um dado preocupante: o único aterro controlado da cidade tem vida útil somente até 2021.

As informações foram consolidadas pelos organizadores do evento, já realizado em outras cidades brasileiras, mas que está sendo promovido pela primeira vez em Manaus. A iniciativa é do Instituto Lixo Zero Brasil (ILZB), em parceria com o TCE e a Escola de Contas. O encontro conta com o apoio, na organização e concepção, da Damata Consultoria, empresa amazonense que atua na área de estudos e projetos ambientais, e credenciada ao ILZB. Estão à frente da organização do evento os embaixadores do ILZB em Manaus, os biólogos Philip Auzier e Daniel Santos, diretor da Damata.

As vagas são limitadas e as inscrições para o evento são gratuitas e podem ser feitas no site do TCE AM.

Fametro compra um grande problema

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.