.
Siga o Portal do Holanda

Como Bolsonaro

Trump exige a reabertura de igrejas, templos e mesquitas

Publicado

em

Os mascarados


O presidente dos EUA, Donald Trump, exigiu ontem que os governadores permitam a abertura dos templos religiosos imediatamente, à medida que o país relaxa gradualmente as restrições para conter a covid-19. "Hoje estou classificando casas de culto - igrejas, sinagogas e mesquitas - como lugares essenciais, que fornecem serviços essenciais", disse Trump, em entrevista coletiva na Casa Branca. "Os governadores precisam fazer a coisa certa e permitir que esses locais de fé, importantes e essenciais, sejam abertos agora, neste fim de semana."

A decisão de Trump, anunciada em uma entrevista coletiva marcada às pressas, é uma forma de pressionar os governadores a retomar as atividades econômicas o mais rápido possível. "Se não fizerem isso, vou passar por cima dos governadores. Precisamos de mais oração na América, não de menos", disse.

O presidente não explicou como pretende emitir uma ordem que tenha de ser cumprida pelos Estados. Estabelecer o que constitui um serviço essencial tem sido uma prerrogativa das autoridades estaduais e locais, não do governo federal, e muitos restringiram o funcionamento dos templos para conter a propagação do vírus.

Questionada pouco depois da declaração do presidente, a secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, chamou o tema de "questão hipotética" e acusou os repórteres de quererem ver as igrejas fechadas.

Nesta semana, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) emitiu um roteiro detalhado para reabrir escolas, creches, restaurantes e transporte coletivo, entre outras empresas. Mas as orientações para a reabertura de templos enfrentaram atrasos, pois a Casa Branca se recusa a impor limites às instituições religiosas.

Na semana passada, o presidente prometeu divulgar diretrizes específicas para as igrejas, o que não ocorreu até agora. Em alguns Estados, locais de oração retomaram suas atividades sob regras estritas de distanciamento, enquanto em outras, pastores e sacerdotes realizam cultos ao ar livre, com os fiéis permanecendo dentro de seus carros.

Para Trump, os lugares devem ser abertos porque prestam um serviço essencial, assim como farmácias, restaurantes, supermercados, hospitais e clínicas de saúde. "Alguns governadores consideraram essenciais as lojas de bebidas e as clínicas de aborto, mas deixaram de fora igrejas e outras casas de culto. Não está certo", disse. Trump afirmou que os líderes religiosos vão cuidar da saúde de suas congregações. "Eles amam o seu povo e não querem que nada de ruim aconteça com eles ou com qualquer outra pessoa." (Com agências internacionais)

 

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.




Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.