Ísis Valverde comenta polêmicas de traição de Cauã Reymond

25/10/2013 às 16h01


Foto: Divulgação

Depois de ser apontada como pivô do fim do casamento de Cauã Reymond e Grazi Massafera, Ísis Valverde se recolheu e procurou o máximo possível de discrição. Mas nesta sexta-feira, 25, ela resolveu se pronunciar a respeito do assunto e mandou um recado através da sua assessoria. 

Segundo rumores, a atriz teria um affair com o galã, iniciado durante o tempo em que os dois gravavam a minissérie da TV Globo "Corações Roubados", que estreia em janeiro, e fotos dos dois juntos andando de carro e praticando Stand up paddle vazaram. 

 Cauã Reymond apareceu sem aliança em um evento na quarta-feira, enquanto Grazi tirou férias no Paraná com a filha do ex-casa, Sofia, de 2 anos. Os dois já passavam por rumores de crises há tempos, mas anteriromente sempre desmentiam o fim da relação de seis anos. Já Ísis também terminou o namoro de dois anos com o músico Tom Rezende.

Confira o que a atriz disse:

"Me posicionar em meio a tantas especulações é me agregar um comportamento que em nada espelha a minha essência, não há em minha biografia qualquer resquício de tais procedimentos a mim referidos, pelo simples motivo de que isso não faz parte da minha ética afetiva, assim foi e sempre será. Também, me delegaram poderes que felizmente não tenho, relacionamentos se iniciam e acabam com a naturalidade que lhes é peculiar, acho muito delicado e me sinto triste por envolverem meu nome com algo tão pessoal. Sobre o fim do meu relacionamento, deixo claro que foi de uma maneira amigável sem agressão física ou verbal, somos amigos, nos gostamos e nos respeitamos. Agradeço, imensamente, a atenção e a oportunidade de me recolocar na minha dimensão meramente humana de uma mulher comum. Obrigada, Isis".

Anteriormente, Cauã também havia sido questionado sobre o fim do casamento com Grazi e a suposta traição: "Acho que tem coisas que só interessam às pessoas que estão participando, principalmente quando vocês envolvem uma terceira pessoa que não tem nada a ver com isso", disse.


VEJA TAMBÉM