Siga o Portal do Holanda

Esportes

Em situação difícil, Cruzeiro joga no Chile pela primeira vitória na Libertadores

Publicado

em

Em situação difícil na Copa Libertadores, o Cruzeiro entra em campo nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), ainda em busca da sua primeira vitória. Após dois tropeços no Grupo E, o time encara a Universidad de Chile, no estádio Nacional, em Santiago, sabendo que um novo resultado ruim poderá complicar de vez a sua situação no torneio continental.

Derrotado por 4 a 2 pelo Racing, na Argentina, e só tendo empatado por 0 a 0 com o Vasco, em Belo Horizonte, o Cruzeiro é o lanterna da sua chave com apenas um ponto, empatado com o time carioca, mas em desvantagem nos critérios de desempate. Já o oponente, com quatro pontos, ocupa a segunda posição, estando em situação bem mais confortável.

Diante desse cenário, o Cruzeiro adotou o discurso de que triunfar é praticamente uma obrigação. "Vamos para fazer nosso melhor, sabendo da importância do jogo. Vamos em busca do resultado positivo. Temos encarados jogos importantes desde o começo, decisivos. Agora será mais um", declarou o volante Henrique, capitão cruzeirense.

Para deixar o Cruzeiro ainda mais pressionado, o time perdeu em casa para o Grêmio por 1 a 0, no último sábado, na sua estreia no Campeonato Brasileiro. Ainda assim, a promessa é de que o tropeço não terá influência no desempenho da equipe no Chile, tanto que o técnico Mano Menezes não fará alterações na formação titular.

Para isso, porém, também pesam os desfalques, pois o atacante Raniel e o zagueiro Murilo seguem lesionados. Em compensação, Lucas Romero está recuperado de lesão e ficará como opção no banco de reservas, tanto como opção para a dupla de volantes titular - Henrique e Ariel Cabral - como para o lateral-direito Edilson.

Em Santiago, o Cruzeiro também aposta no seu bom retrospecto no Chile para triunfar. Foi lá que o clube conquistou o título da Libertadores de 1976, em jogo extra contra o River Plate, e também se classificou para a decisão do torneio de 1997, passando pelo Colo Colo - posteriormente, faturaria o bicampeonato.

"Jogar em Santiago é sempre difícil, tive a oportunidade de jogar lá várias vezes. Eles têm qualidade, uma posse de bola muito boa e vamos estudar um pouco mais o adversário. Mas temos de ter postura, determinar o ritmo da partida. Não podemos deixar o time deles se impor, mesmo que estejamos fora de casa", disse o goleiro Fábio.

A situação da Universidad de Chile na tabela de classificação é melhor, mas o seu momento não é bom. Afinal, no último domingo, perdeu clássico por 3 a 1 para o Colo Colo e ficou mais distante da Universidad Católica na briga pelo título nacional - está três pontos atrás do líder. O time também teve dois jogadores expulsos e ainda viu Jean Beausejour e Mauricio Pinilla quase brigarem entre eles durante o duelo.

Além disso, após estrear na Libertadores com vitória sobre o Vasco no Rio de Janeiro, a Universidad de Chile decepcionou em casa ao ceder empate para o Racing, perdendo a chance de disparar na liderança da chave. Assim, um tropeço pode transformar um cenário que é favorável na Libertadores em imprevisível e até em uma crise. E o zagueiro brasileiro Rafael Vaz, ex-Flamengo e Vasco, deverá seguir como titular.

+ Esportes

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.