Siga o Portal do Holanda

Economia

China: Inflação ao consumidor (CPI) tem salto anual de 3,8% em outubro

Publicado

em

A inflação ao consumidor da China decolou em outubro ao nível mais alto em mais de sete anos, aquecida por uma disparada contínua dos preços de carne de porco, mostraram ontem dados oficiais.

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu 3,8% em outubro em relação a igual mês do ano passado, comparado com um aumento de 3,0% em setembro, disse o Escritório Nacional de Estatísticas (NBS) chinês. A principal leitura da inflação ficou mais alta que a mediana das projeções de economistas consultados pelo Wall Street Journal, de aumento de 3,5%.

Os preços de alimentos cresceram 15,5% anualmente em outubro, o ritmo mais forte em mais de 11 anos, após escalarem 11,2% em setembro. Preços de carne de porco dispararam 101,3% anualmente em outubro, o ritmo mais rápido desde que o escritório de estatísticas começou a publicar os dados, em 2005, de acordo com o provedor de dados CEIC. Sozinhos, os preços de carne de porco elevaram o índice CPI em 2,43 pontos porcentuais em outubro. Outros itens de alimentos, como vegetais frescos e frutas, registraram declínios anuais no mês passado.

À base mensal, o CPI avançou 0,9% em outubro, o mesmo ritmo observado em setembro.

Já o índice de preços ao produtor (PPI) da China recuou anualmente 1,6% em outubro, acelerando em relação à queda de 1,2% em setembro. O resultado para preços na porta de fábrica veio mais baixo que a mediana das projeções de economistas, de baixa de 1,5%.

Mensalmente, o PPI subiu 0,1% em outubro, repetindo a leitura de setembro.

Sobre a chacina de sábado em Manaus: 'Ainda tem alguém vivo aí dentro dessa casa?'

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

ABFO: SOMMELIER EMIL LECAMP, GERENTE DE MARKETING IMPORTADORA CANTU


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.