Siga o Portal do Holanda

Tecnologia

Uso de smartphones está criando epidemia de 'pescoço tecnológico'

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Pescoço de texto, geração da cabeça baixa ou pescoço tecnológico…já ouviu falar?! O problema vem se tornando cada vez mais comum e preocupante em todo o mundo; entre jovens e adultos. E o negócio é sério: a Organização Mundial de Saúde já considera a síndrome epidêmica.

Você já parou para prestar atenção como a gente inclina a cabeça para frente quando está usando o celular? Na rua, existe uma legião de cabeças baixas. 

O número de queixas em todo o mundo é cada vez maior; por isso, ortopedistas, fisioterapeutas e outros profissionais de saúde têm alertado sobre o problema de postura causado por esse uso excessivo do smartphone.

A má postura pode levar a um desgaste da coluna vertebral, sobrecarregando as vértebras cervicais e tensão muscular pode causar a compressão de nervos e até hérnias de disco. O primeiro sintoma é sempre a dor; na região superior das costas e no pescoço. Em crianças e jovens a postura errada do pescoço pode comprometer até o crescimento.

 

Um estudo do Centro Médico de Cirurgia Espinhal e Reabilitação de Nova York mostrou que a postura ideal é definida pelo alinhamento das orelhas com os ombros. Mas ao usar o celular com a cabeça baixa, a maioria das pessoas ainda projeta os ombros para frente. Se a gente levar em conta que a cabeça de um adulto pesa entre cinco e oito quilos, à medida que a cabeça dobra para frente e para baixo, a pressão sobre a coluna cervical aumenta. Segundo esse mesmo estudo do instituto americano, se o ângulo de curvatura do pescoço ficar em 15 graus, por exemplo, a carga sobre a coluna será de aproximadamente 12 quilos. Aos 60 graus de inclinação, o peso já chega a quase 30 quilos!

Algumas dicas podem garantir uma postura um pouquinho melhor para o seu pescoço como, por exemplo, olhar para baixo apenas com os olhos, sem dobrar tanto o pescoço; controlar o tempo de uso do celular também é uma boa.

É fácil, basta movimentar a cabeça para cima e para baixo e da esquerda para a direita - repita o movimento pelo menos 10 vezes seguidas. Tente encostar o queixo no tórax para alongar. Agora se você já estiver com qualquer sinal de pescoço tecnológico, procure o quanto antes um profissional. Fonte: Olhar Digital.

Os erros do Enem e a redução de notas para estudantes

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.