Siga o Portal do Holanda

Esportes

Botafogo e Fla são denunciados no STJD e correm risco de perder mandos de campo

Publicado

em

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) apresentou denúncia nesta quinta-feira contra Botafogo e Flamengo por causa de incidentes ocorridos no clássico que os dois times realizaram na semana passada, no Engenhão, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Devido aos problemas ocorridos na partida, que terminou com vitória por 1 a 0 dos rubro-negros, os dois clubes correm risco de perder mandos de campo nesta reta final da competição.

Por meio de nota publicada em seu site oficial, o STJD informou que o clube alvinegro foi denunciado "por atraso, não manter a infraestrutura necessária para a segurança da partida, desordens e tumulto entre membros das equipes no túnel de acesso ao vestiário". Já o time rubro-negro "responderá por desordens e pelo tumulto no acesso ao vestiário".

O tribunal também confirmou que o meia alvinegro Luiz Fernando será julgado por conduta antidesportiva, assim como revelou que os dois clubes e o atleta terão seus casos definidos na próxima quinta-feira, na pauta da Terceira Comissão Disciplinar, em sessão marcada para começar às 13 horas. O jogador em questão recebeu o segundo amarelo aos 8 minutos do segundo tempo, e consequentemente foi expulso, por segurar Bruno Henrique e impedir um ataque promissor do rival. Enquadrado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), ele corre risco de suspensão de uma a seis partidas.

Antes de apresentar denúncia, a Procuradoria do STJD coletou diversos vídeos de brigas e confusões dentro do Engenhão, onde um destes registros constatou que um torcedor foi espancado na arquibancada e depois foi defendido por um segurança que acabou também sendo agredido.

Segundo a Procuradoria, os problemas entre torcedores dos dois clubes aumentaram porque alguns seguidores do Flamengo compraram ingressos para um setor do estádio destinado aos fãs botafoguenses. E a denúncia apresentada nesta quinta também citou tentativa de invasão à zona mista, agressão a um jornalista que cobria a partida e hostilidades a integrantes do STJD.

O Botafogo foi enquadrado nos artigos 211 (deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização) e 213, inciso I do CBJD (deixar de prevenir e reprimir desordens). Ambos artigos preveem multa de até 100 mil, sendo que 211 pode gerar ainda a interdição do Engenhão, enquanto que pela desordem o clube corre o risco de perder até dez mandos de campo.

Visitante no clássico, o Flamengo foi denunciado no artigo 213, inciso I, parágrafo 2º (§ 2º Caso a desordem seja feita pela torcida da entidade adversária, tanto a entidade mandante como a entidade adversária serão puníveis). O clube também corre risco de multa e perda de mando de campo.

Para completar, o STJD informou que imagens mostraram ainda uma confusão envolvendo membros de ambas as equipes no túnel de acesso ao vestiário, mas confirmou que não foi possível identificar individualmente os envolvidos pelo grande número de pessoas que participaram da confusão.

Por causa deste conflito, a Procuradoria denunciou Botafogo e Flamengo, neste caso, por infringirem o artigo 257, parágrafo 3º do CBJD, que fala em "participar de rixa, conflito ou tumulto ... Quando não seja possível identificar todos os contendores, as entidades de prática desportiva cujos atletas, treinadores, membros de comissão técnica, dirigentes ou empregados tenham participado da rixa, conflito ou tumulto serão apenadas com multa de até R$ 20 mil".

Na súmula desta partida realizada no último dia 7, o árbitro Leandro Vuaden narrou o atraso de dois minutos do Botafogo no retorno ao campo para o segundo tempo. Com isso, o clube responderá pelo artigo 206 do CBJD e pode ser multado em até R$ 1 mil por minuto de atraso.

A menina que o tráfico matou

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.