Siga o Portal do Holanda

Wilson dá contrato milionário a empresário investigado por fraude em licitações

Publicado

em

O contrato de R$ 1,2 milhão do governo do Amazonas com a empreiteira Pontual, para a construção de um bueiro no Município de Novo Airão, chama a atenção por três motivos:

1- Não houve o indispensável processo licitatório para a contratação da empresa;

2- O preço é considerado excessivamente alto para esse tipo de obra.

3- Um dos sócios da empresa, José Maurício Gomes de Lima, foi um dos presos na Operação Saúva, deflagrada pela Polícia Federal  , em 11 de agosto de 2006, e que desmontou um esquema de fraudes em licitações públicas.

À época ele era um dos sócios da  Petrolina Distribuidora LTDA. Foi acusado, com outras cerca de 50 pessoas, entre empresários e funcionários do Estado e do Município, de  fraudes em licitações no Amazonas, envolvendo compras superfaturadas de alimentos pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), pelo Exército brasileiro, pelo governo estadual e pelas prefeituras de  Manaus  e de Presidente Figueiredo, 

José Mauricio Gomes foi condenado a 13 anos de prisão. Recorreu, perdeu.Recorreu de novo. Não há registro público de como anda o caso dele na Justiça.

Mesmo que haja brechas na lei que permitam que ele ou suas empresas participem de negócios com o governo, não houve  interesse da administração Wilson Lima sequer de fazer uma pesquisa sobre o histórico do empresário.

O banho de piscina do governador

Até limpeza de piscinas nas escolas está rendendo muito dinheiro para os fornecedores da Seduc.  Três contratos para limpeza de piscinas, vazados de dentro da secretaria, deixam claro os excessos que vem sendo cometidos.

Para a realização do ‘serviço’ de manutenção na piscina de uma escola em Manaus, a Seduc vai pagar  R$ R$ 3.829,00 por limpeza. Esses preço chega a  R$ 5.840,31 em outro contrato destinado ao mesmo serviço no interior do Estado.

É dinheiro fácil em contratos sem licitação  e uma violência do atual governo contra o contribuinte, que vai pagar essa conta.

Somente em um contrato realizado no dia 2 de janeiro de 2019, já em fase de empenho, a Seduc destina  R$ 1,8 milhão para o serviço de limpeza de piscina de Ceti.

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.



Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.