Siga o Portal do Holanda

Greve abusiva pode levar sindicato a indenizar usuários que ficaram sem ônibus em Manaus

Publicado

em

O Sindicato dos Rodoviários vem fazendo greves abusivas, zombando do poder público, da justiça e dos usuários de transporte coletivo - que afinal  pagam os salários de motoristas e cobradores. Nesta quarta-feira ocorreu a sexta paralisação do ano. E ironicamente o alvo não era a prefeitura,  nem as empresas, mas  a Justiça do Trabalho.

Os rodoviários ficaram revoltados com o pedido de vistas da desembargadora Solange Maria Santiago Morais, no julgamento do dissídio coletivo da categoria no TRT, 11ª Região.  Não faltava mais nada para caracterizar a ilegalidade do movimento, a afronta a um tribunal que existe para resolver esse tipo de pendência.

Quando um tribunal é  afrontado dessa forma, toda a sociedade fica exposta a balbúrdia, à desordem, a violência, ao desacato. 

Por trás desse movimento ilegal  está a política pessoal dos irmãos Oliveira que dominam o sindicato e têm pretensões políticas nas eleições deste ano. Mas não podem zombar da lei nem de 200 mil cidadãos que dependem de ônibus para ir a escola e ao trabalho. 

 INDENIZAR O USUÁRIO

A prefeitura de Manaus quer ajuizar pedido de indenização contra o Sindicato dos Rodoviários, pela paralisação desta quarta-feira, mas quem deveria ser indenizado é o trabalhador, o morador do bairro distante que ficou prejudicado.

 MODELO ZFM

Nesta quarta-feira a  Suframa comemorou os 51 anos da Zona Franca de Manaus e o superintendente Appio Tolentino foi à Assembleia Legislativa falar da retomada do crescimento do modelo que ainda tem mais 55 anos para crescer e se consolidar definitivamente.

JOGO DOS DEPUTADOS

A votação de vetos do governo tem mostrado um jogo diferente no plenário da Assembleia, onde prevalece o interesse político acima do que prevê a lei. Em pé de guerra permanente, situação e oposição ora brigam, ora se unem em defesa de projetos e interesses próprios.

@@@

Na votação desta quarta-feira, quatro vetos a projetos de lei foram derrubados, dois na disputa de votos e dois por acordo das lideranças governista e oposicionista.

 @@@

Num dos confrontos de derrubada de veto do governo, o evento “Alvorada do Garantido”, realizado durante o Festival Folclórico de Parintins, foi declarado patrimônio cultural imaterial do Amazonas. O projeto é do deputado Josué Neto.

PEC VAI LIBERAR TUDO

Uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), de autoria do deputado Ricardo Nicolau (PSD), permitirá aos 24 parlamentares que compõem a Assembleia Legislativa a apresentação e aprovação de projetos de lei que gerem despesas para o Estado desde que haja previsão orçamentária. A PEC está em fase de elaboração e vai dar o que falar.

AUDIÊNCIA PARA ESCLARECER

Atendendo ao deputado José Ricardo (PT), a Aleam vai realizar uma audiência pública para forçar a Manaus Ambiental a esclarecer a venda da Companhia de Saneamento do Norte (CSN) à Aegea Saneamento de Participações. A Arsam também participará da audiência. “Queremos saber tudo sobre essa venda que afeta os interesses da população”, diz o parlamentar.

 

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Greve dos Rodoviários em Manaus

 Siga a Coluna

Amazonas

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.