Siga o Portal do Holanda

PF mais próxima da Arena Amazônia

Publicado

em

A primeira  operação da Polícia Federal  em um estádio construído para abrigar jogos da Copa do Mundo no Brasil foi em Pernambuco, em 2015.  Em 2017 nova Operação da PF,  em  Natal, prendeu o ex-ministro Henrique  Alves, sob a acusação de receber propina das empreiteiras.  Ontem foi a vez da Arena Fonte Nova, na Bahia. O alvo, o ex-governador Jaques Wagner. O próximo passo da PF pode ser direcionado para a Arena Amazônia. 

O motivo é simples: os estádios da Copa foram todos eles construídos por um consórcio liderado pela Odebrecht e Andrade Gutierrez. Em todos  há denúncia de fraude na elaboração dos projetos e pagamento de propina a agentes públicos.

A Copa foi um desastre. Um amargo 7 a 1 para a Alemanha acabou o sonho do hexa dos brasileiros, humilhados dentro de casa. Mas fez a festa dos políticos.

A Lava Jato forçou executivos das empreiteiras a expor suas vísceras e revelar como  combinavam negócios e corrompiam  políticos em todo o país.  Este vai ser  um ano amargo para quem lucrou ilicitamente com a Copa. A festa acabou.

“UM ESCÂNDALO”

A venda da Manaus Ambiental, questionada na edição de ontem desta coluna, deverá pautar os debates desta terça-feira na Assembleia Legislativa, afirma o deputado Dermilson Chagas (PEN), que levará para o plenário da Casa o debate sobre a polêmica questão. “Acredito que isso seja um escândalo”, disse Dermilson.

PÚBLICO E PRIVADO

Misturar a vida pública com a privada tem sido prática comum entre detentores de mandatos e gestores públicos. A ação do MPF cobrando R$ 1,3 milhão de vereadores e exs de Boca do Acre, no Amazonas, mostra como a elite política perdeu a  vergonha. Assalto aos cofres públicos deveria ser tratado como assalto a banco e não como crime de corrupção.

FIM DO CEAP

Por ser um privilégio descabido que ‘afronta’ o trabalhador comum e a sociedade, a Ceap é mais um cancro que precisa ser ‘cauterizado’ na política.

O LADO DOS LINS

Os irmãos Lins ainda ‘estudam’ qual o lado que lhes dará mais cancha para efetuarem o pulo pela janela partidária de março/abril. Mas a aproximação estreita do deputado Belarmino Lins com o governador Amazonino Mendes aponta para do poder, aonde eles sempre estiveram.

EMENDAS PREJUDICADAS

Muitos deputados estaduais confessam irritação com o Sistema AFI (Sistema de Administração Financeira Integrada) da Sefaz, que não contemplou o recebimento de algumas emendas parlamentares impositivas encaminhadas para avaliação. Por questões técnicas, várias emendas, entre mais de 600 enviadas ao sistema, poderão ser rejeitadas.

DE OLHO NO CONGRESSO

Usuários e empresas de aplicativos de transporte estão de olho no Congresso Nacional que vota, nesta terça-feira (27), a regulamentação do setor. No Amazonas, 17 mil trabalhadores de Uber prometem execrar nas redes sociais os parlamentares que votarem contra os interesses da categoria.

MUDANÇAS AGRADAM

Empresas como a Uber, o Cabify, Easy e o 99 destacam as mudanças realizadas para beneficiar os aplicativos no Senado, alterando a versão original da Câmara, de autoria do deputado Carlos Zarattini (PT-SP). Em torno de 6 mil taxistas torcem contra as mudanças no Amazonas.

DANÇA DE DAVID

Em reunião com assessores, na manhã de ontem, na Assembleia Legislativa, o deputado estadual David Almeida (PSD) admitiu a possibilidade de trocar a pré-candidatura ao governo do Estado para disputar uma vaga na Câmara Federal nas eleições de outubro.

 

A

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.