Siga o Portal do Holanda

Investigação da morte de Marielle Franco pode levar imprensa a rever conceitos

Publicado

em

As investigações do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) caminham perigosamente  para uma conclusão  sombria, de desconstrução  da imagem da parlamentar e de profunda decepção - mais uma - com o modo de se fazer política no Brasil. Ou o  jornalismo, no qual se explora a morte sem perceber que esqueletos falam, e falam pelos fatos que muitas vezes contradizem verdades aparentes, fabricadas na emoção, sem a necessária checagem. 

O resultado da investigação, seja qual for, deve ser colocado de forma clara, com a punição dos culpados, independentemente das razões que motivaram o crime. 

Se Marielle for a mártir que a rede  Globo e as organizações sociais   proclamam, que receba as homenagens  que merece. Se não, será a oportunidade de as autoridades, imprensa e organizações da sociedade civil fazerem um mea-culpa por terem se antecipado as investigações e feito juízos de valor que poderiam ter esperado. 

PF FICA MAL NA FOTO

A conclusão de que as balas usadas no assassinato da vereadora pertenciam a  um lote da Policia Federal, supostamente roubado por um escrivão, é assustadora. A principal polícia do Pais   tem suas fragilidades. É dever da PF  explicar não apenas o envolvimento de um de seus  agentes no roubo, mas como mais de 1,8 milhão de cápsulas chegaram às  facções criminosas. 

FALHA DA POLÍCIA FEDERAL

A versão de que o escrivão foi demitido e preso não basta. A PF, ao que parece, não teve a competência de reaver a carga roubada, apesar de ter prendido o seu autor. 

PARCERIA DE ARTHUR

Avaliando as parcerias que deram certo com os militares em benefício da cidade, o prefeito Arthur Virgílio disse durante a troca do Comando no CMA, que o general César Augusto Nardi, que substituiu o general Antonio Miotto, “tem tudo para repetir a sequência de ótimos comandantes”.

DJ NA ALEAM 

Na próxima segunda-feira (19) a Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) realizará sessão especial em homenagem ao dia internacional do DJ. A solenidade, que acontecerá no Plenário Ruy Araújo às 9h, é de autoria da deputada Alessandra Campêlo (MDB). 

DEZEMBRO VERMELHO 

Consta na pauta de votação da próxima segunda-feira (19) na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o Projeto de Lei 264/2017, da vereadora Professora Jacqueline (PHS) que institui no calendário de Manaus o Dezembro Vermelho, como mês de enfrentamento do HIV/AIDA e outras doenças sexualmente transmissíveis.

@@@

No dia 2 de outubro de 2017, a CMM aprovou Projeto de Lei 151/2017, do vereador Fred Mota (PR) que institui no calendário de Manaus o Junho Vermelho, para conscientização de doação de sangue.  

PSC SEM FUNDO 

A ministra Rosa Weber, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu negar provimento ao recurso eleitoral do diretório regional do Partido Social Cristão no Amazonas (PSC/AM), que pedia a extinção da decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) em suspender por cinco anos o repasse do Fundo Partidário para a legenda. O PSC/AM teve as contas reprovadas por não esclarecer a origem de R$ 147,9 mil. A decisão da ministra foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do TSE de sexta-feira (16). 

PM NO PALANQUE

Prova de que as manifestações da Polícia Militar possuíam pano de fundo político é o jogo, agora, de articulações visando o lançamento de candidatos policiais à corrida eleitoral deste ano para a Assembleia Legislativa. O presidente da Apeam (Associação dos Praças do Estado do Amazonas), Gerson Feitosa, é um dos líderes assanhados.

BOSCO SAI

Com planos para se lançar candidato à Câmara Federal, o secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, pode sair da SSP no próximo dia 30.  Não se sabe se ele permanecerá no seu atual partido, Solidariedade, ou migrará para outra legenda até 7 de abril.

GRANA DAS MULHERES

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estuda ingressar com ação no Supremo Tribunal Federal (STF) ou junto ao Superior Tribunal Federal (TSE) para que 30% do fundo eleitoral sejam repassados a mulheres candidatas nas eleições deste ano. É muito. E discriminatória essa iniciativa da OAB.

Discriminatória com os homens, que são maioria como candidatos, não por preterição das mulheres. Elas é que não se interessam por política partidária.

DAVID ASSINA FICHA

Presidente estadual do PSB, o vereador Marcelo Serafim confirma para quinta-feira (22) a solenidade de assinatura da ficha de filiação ao partido do presidente da Assembleia Legislativa, deputado David Almeida.

+ BASTIDORES DA POLÍTICA

-

Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Greve dos Rodoviários em Manaus

 Siga a Coluna

Amazonas

Copyright © 2006-2018 Portal do Holanda.