Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Prefeito de Manaus apresenta queixa-crime ao STF contra ofensas de Bolsonaro em reunião ministerial

Publicado

em

Foto: Reprodução Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Wilson Lima vence a batalha política


Manaus/AM - O prefeito de Manaus, Arthur Neto, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF), queixa-crime contra o presidente Jair Bolsonaro, por conta das ofensas feitas pelo presidente a ele na reunião ministerial ocorrida em 22 de abril, no Palácio do Planalto.

O vídeo em questão, faz parte da gravação citada pelo ex-ministro Sergio Moro, como prova da tentativa de interferência na PF, por parte do presidente:  "Aproveitaram o vírus, tá um bosta de um prefeito lá de Manaus agora, abrindo covas coletivas. Um bosta. Que quem não conhece a história dele, procura conhecer, que eu conheci dentro da Câmara, com ele do meu lado! Né?", afirmou Bolsonaro. "E nós sabemos o que, a ideologia dele e o que ele prega. E que ele sempre foi. O que a ... tá aproveitando agora, um clima desse, pra levar o terror no Brasil. Né?", cdiz Bolsonaro na reunião.

O prefeito acusa o presidente de injúria e difamação e pede que a queixa-crime seja avaliada pela Câmara dos Deputados, para uma possível abertura de processo penal contra Bolsonaro: "Com efeito, no cenário aqui apresentado, afirmar que alguém faça uso político da dor alheia, e a partir da escavação de covas coletivas deseje aterrorizar a população, é efetivamente agir não apenas para lhe expropriar a honra, enquanto uma das várias expressões da dignidade humana, mas própria humanidade, e com isso, qualquer respeito que lhe seja devido”, diz o documento.




Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.