Siga o Portal do Holanda

Defesa do Consumidor

Por cancelar voos e aumentar preços de passagens, MAP pode ser multada no Amazonas

Publicado

em

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os sinos dobram e governo do Amazonas não escuta


Manaus/AM - O empresa MAP Linhas Aéreas foi notificada pelo Programa Estadual de Proteção e Orientação ao Consumidor (Procon-AM) nesta sexta-feira (28), para que justifique o aumento do preço das passagens e o cancelamento de voos no Amazonas. A MAP tem um prazo de dez dias para apresentar resposta podendo ser multada e processada. As denúncias que resultaram na notificação são referentes aos últimos seis meses. 

O Procon solicitou, ainda, que a empresa entregue uma lista com os voos cancelados no Amazonas.

“A população do interior não pode ser esquecida. A empresa tem todo direito de cancelar um voo, mas deve observar os direitos dos consumidores nos casos de cancelamento. A Resolução nº 400 da Agência Nacional da Aviação Civil e o próprio Código de Defesa do Consumidor amparam os usuários do transporte aéreo. Notificamos e, se necessário, autuaremos a empresa. Nosso papel é o de equilibrar a relação de consumo, e isso passa pela defesa do consumidor, que é a parte mais vulnerável na relação”, ressaltou o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.




Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.